5 Dicas Para Melhorar a Circulação no Inverno

As baixas temperaturas nos fazem pensar em frio nos pés e mãos (extremidades) e baixa da imunidade, o que predispõe ao aparecimento de doenças circulatórias e respiratórias. Nosso organismo possui um sistema de defesa invisível, que poucos conhecem ou se conhecem não dão tanta importância, o sistema linfático. Nesse post vou te dar 5 dicas para melhorar a circulação no inverno.

Sistema Linfático & Imunidade

Vamos falar sobre os linfonodos em especial, pequenas estruturas localizadas em maior quantidade próximo a articulações como pescoço, axilas, virilhas e joelhos. Essas estruturas fazem parte do sistema de defesa do organismo, é dentro do linfonodo que são produzidas células de defesa que irão auxiliar no combate de agentes agressores que chamamos de patógenos, que podem ser vírus, bactérias ou qualquer outra substância que gere prejuízo a nossa saúde.

Publicidade - OTZAds

No inverno em especial, as baixas temperaturas fazem com que nossas primeiras barreiras de proteção (pele e pelinhos do nariz) sofram alguma alterações. No caso da pele pode estar mais ressecada devido aos banhos mais quentes e os pelinhos do nariz pulsam em menor velocidade e não conseguem absorver todas a sujeira que inalamos durante a respiração. Muitas vezes o nariz encontra-se entupido e inalamos através da boca essas substancias que cairão direto no trato respiratório, essas são as vias mais comuns pelas quais adoecemos no inverno, um combo perfeito alterações na barreira de proteção da pele e facilitação de entrada de fungos e bactérias através da respiração.

Mas o que tudo isso tem a ver com a circulação? Pois bem, no inverno além de tudo que já falei anteriormente, os vasos sanguíneos tendem a sofrer um processo de fechamento (o que chamamos de vasoconstrição) que eleva a pressão arterial, diminui a passagem de sangue dentro doa capilares sanguíneo e pode dificultar a circulação periférica fazendo com que o sangue muitas vezes não chegue até onde precisa, ou se chega não consegue retornar (mais ou menos como se ele congelasse). 

Essa alteração na pressão sanguínea leva a uma alteração no sistema linfático, o sistema de proteção do nosso corpo lembra? Além dele produzir células de defesa é ele que também faz a limpeza e reciclagem de tudo que circula no nosso organismo, e isso é feito dentro do linfonodo.

Talvez você já tenha experimentado uma congestão linfática mais acentuada, as famosas ínguas. Se isso já aconteceu saiba que esse é um dos principais sintomas relacionados a baixa de imunidade. No inverno é mais comum encontramos os linfonodos do pescoço e axila mais congestionados, e por vezes doloridos, em especial se estamos resfriados, com dor de garganta ou alguma outra doença relacionada ao trato respiratório superior (sinusite, renite, enxaqueca). A íngua é um sinal de alerta de que tem alguma infecção se aproximando e seu sistema linfático está tentando combater, caso ele não dê conta, outros sintomas começam a aparecer.

5 Dicas Para Melhorar a Circulação no Inverno

Existem cerca de duzentos linfonodos na cabeça e no pescoço a primeira barreira de defesa contra patógenos que entram através da boca e do nariz, se a intenção é prevenir os sintomas das doenças de inverno mais comuns, as ditas doenças respiratórias, devemos prestar atenção nesses linfonodos e garantir que eles estejam executando corretamente e livremente suas funções. 

Existem algumas formas de estimular esses linfonodos dentre elas:

  1. Realizar uma massagem leve logo acima da clavícula (saboneteira) por 10 a 15 minutos, essa massagem chamamos de estímulo cervical, ela á capaz de enviar um a mensagem via sistema nervoso central para todo o seu sistema linfático, é como acionar um botão de start na sua imunidade, não é só no pescoço que age, o efeito é sentido no copo todo. O que nos leva a melhorar não só o sistema de defesa superior, mas também ativar a circulação linfática e circulatória das extremidades (pés e mãos), fazendo o sangue fluir mais facilmente.
  2. Fazer a raspagem da língua diariamente, assim evitamos ao cumulo de bactérias nessa região e protegemos nossos linfonodos de trabalharem em excesso e quando precisarmos deles, eles não estarão cansados.
  3. Praticar a respiração consciente e profunda pelo menos 5 minutos por dia. O ato de respirar corretamente, auxilia na troca gasosa levando oxigênio para todas as nossas células de forma eficaz, melhorando não apenas o sistema respiratório, mas todo o nosso corpo. Além de melhorar a circulação como um todo, a respiração é capaz de reduzir a carga de estresse do organismo, hoje existem várias evidências que comprova que o stress é um grande gatilho para outras doenças, pois reduz nossa imunidade.
  4. Mantenha um sono de qualidade e reparador, essa é uma das maneiras mais simples de limpar o seu organismo e ativar o sistema de defesa.
  5. Preste atenção na sua alimentação, se estiver ingerindo muito açúcar, bebendo muito álcool ou exagerando em comidas não muito saudáveis reduza os excessos.

Melhorar a Circulação no Inverno

Esse post foi produzido por Michelli Möller, criadora do método de drenagem linfática orgânica e pioneira em drenagem profunda.

Para agendamentos de drenagem linfática, basta acessá-la clicando aqui.
E se você é profissional da área da saúde e adoraria aprender mais sobre o assunto, clique aqui.

Deixe o seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

topo